18/09, 09h01: Açores continuam a ser a única região do país a conseguir manter o emprego

Angra do Heroísmo,  17 de Setembro de 2020

Açores continuam a ser a única região do país a conseguir manter o emprego

Os Açores continuam a ser a única região do país a manter o nível de emprego, apesar dos constrangimentos socioeconómicos provocados pela pandemia de Covid-19, contribuindo para estes resultados o conjunto de medidas de apoio adotadas e implementadas pelo Governo Regional, nomeadamente as que se referem à manutenção dos postos de trabalho e às linhas de financiamento às empresas, afirmou hoje o Vice-Presidente do Governo.

Sérgio Ávila falava aos jornalistas, em Angra do Heroísmo, à margem da sessão de esclarecimento e apresentação das medidas direcionadas ao apoio ao emprego, às empresas e ao rendimento das famílias criadas pelo Governo dos Açores, numa iniciativa promovida pela Vice-Presidência do Governo.

“O que conseguimos, efetivamente, com este conjunto de medidas, de acordo com todos os dados estatísticos que foram revelados, quer do Instituto Nacional de Estatística, quer do Instituto de Emprego e Formação Profissional, é que os Açores têm sido a única região do país que tem conseguido manter o emprego”, salientou.

Para o governante, esta realidade satisfatória resulta de um trabalho conjunto do Executivo açoriano e dos empresários, salientando que, desde o início da pandemia na Região, o Governo adotou e implementou um conjunto vasto de medidas que visam incentivar a manutenção do emprego nos Açores.

“Essa contrapartida também é exigida com a consciência plena de que, se forem aproveitados todos os apoios que implementámos, as empresas terão condições para praticamente não terem encargos com os seus trabalhadores, tendo como referência o salário mínimo regional, até ao final deste ano”, frisou.

Deste modo, segundo o titular da pasta do Emprego e da Competitividade Empresarial, as empresas beneficiam de “um conjunto vasto e complementar de apoios significativamente superiores às empresas do resto do país”, cabendo ao Governo Regional “fazer esse incentivo e este esforço para que as empresas mantenham o seu nível de emprego”.

Neste seguimento, referiu Sérgio Ávila, uma microempresa do setor do Turismo, atendendo a todos os apoios disponíveis, tem este ano um auxílio que pode corresponder até cerca de 14 salários mínimos regionais, por trabalhador.

Também neste contexto, enquanto uma pequena e média empresa dispõe de um apoio que pode chegar a 12 salários mínimos regionais, por trabalhador, uma grande empresa tem previsto um valor que pode corresponder a 10 salários mínimos regionais, por trabalhador.

“Isto significa que as empresas açorianas têm neste momento condições para manter o seu nível de emprego”, sublinhou o Vice-Presidente, referindo que as medidas “são monitorizadas permanentemente e ajustadas trimestralmente conforme a realidade da evolução da economia da Região”.

Sérgio Ávila assegurou que o Governo Regional continua empenhado em fomentar medidas de apoio às empresas açorianas com vista à manutenção dos seus postos de trabalho, naquilo que tem sido uma estratégia de auxílio ao emprego e à economia na Região.

O Vice-Presidente referiu que, naturalmente, haverá setores de atividade que ainda não terão perspetivas de retoma da normalidade da sua atividade imediatas, por isso, considerou que se devem “direcionar cada vez mais novas medidas para os setores que ainda têm necessidades para dar novo arranque”, tendo presente que, neste momento, os apoios dados às empresas açorianas permitem criar as condições para praticamente não terem encargos este ano na manutenção dos seus postos de trabalho.

“É isso que tem acontecido, porque as empresas têm correspondido a esse desafio, têm mantido o emprego e os Açores têm evidenciado essa realidade em todas as estatísticas divulgadas”, frisou.

Na sequência destes apoios às empresas e aos empresários da Região, o Vice-Presidente do Governo anunciou hoje que, além destas sessões de esclarecimento no âmbito das medidas de apoio ao Emprego e à Economia, a realizar em todas as ilhas dos Açores, o Executivo criou uma linha específica para esclarecimentos de questões técnicas, em atendimento personalizado, através do número de telefone 800 027 027.

Sérgio Ávila anunciou ainda o lançamento de um guia que deverá reunir todas as medidas de apoio adotadas e implementadas na Região no contexto da pandemia de Covid-19, e a forma como se conjugam entre si.

“O objetivo é dar mais e melhor informação às empresas açorianas. É também importante que as empresas mais pequenas, que não dispõem de tanto suporte técnico de apoio, possam ter um pleno conhecimento de todas as medidas e possam aceder às mesmas”, afirmou o Vice-Presidente do Governo.

GaCS/SB

Translate »