19/06, 18H37: Açores entre os fundadores da Coligação ‘Future of Tourism’, com objetivo de retoma económica da COVID-19

Ponta Delgada, 19 de Junho de 2020

Açores são um dos fundadores da iniciativa Coligação ‘Future of Tourism’

O Governo dos Açores é um dos signatários fundadores da Coligação ‘Future of Tourism’, uma iniciativa internacional para a recuperação sustentável e segura do turismo mundial, que agora começa a retomar dos efeitos da pandemia de COVID-19.

Para além do Governo dos Açores, fazem parte deste movimento o CREST – Center for Responsible Travel, o Destination Stewardship Center, a Green Destinations, a Sustainable Travel International, a Tourism Cares e a Travel Foundation, com a orientação do Conselho Global de Turismo Sustentável (GSTC).

A união destas organizações tem como missão global colocar as necessidades dos destinos como o centro do novo turismo que se projeta para o futuro.

Com o objetivo de promover a recuperação sustentável, responsável e segura do setor turístico, no âmbito ambiental, social, económico e cultural, estas organizações uniram-se, lançando um apelo aos governos, agências de turismo, empresas de viagens, investidores, organizações não-governamentais e comunidades dos destinos para que se juntem ao compromisso e se alinhem com os Princípios Orientadores para o Novo Futuro do Turismo.

Com uma vincada estratégia e um forte compromisso para com o desenvolvimento sustentável do turismo, os Açores são, assim, um dos impulsionadores dos Princípios Orientadores deste movimento internacional, a Coligação ‘Future of Tourism’, do qual fazem parte apenas um número limitado de destinos, empresas e outros intervenientes, que se posicionam como referência internacional no contexto internacional.

Um dos princípios reconhece a “visão do todo, e não das partes”, e considera o destino como um todo, não apenas os negócios da indústria, mas também os seus ecossistemas, recursos naturais, ativos, tradições culturais, comunidades, estética e infraestruturas construídas.

Por outro lado, no pilar social, destaque para o estabelecimento de políticas que combatam as desigualdades dos benefícios e maximizem a retenção das receitas do turismo nas comunidades, bem como para a importância de se garantir que os investimentos estejam ligados à otimização de impactos positivos para as pessoas e para o meio ambiente.

No que diz respeito aos princípios ambientais, referência para a “ação climática”, que pretende unir esforços para implementar as ações necessárias a reduzir as emissões de gases com efeito de estufa no setor do turismo, bem como para o uso racional dos recursos.

Os interessados podem obter mais informações sobre a Coligação ‘Future of Tourism’ em https://www.futureoftourism.org/.

GaCS/HMB

Translate »