06/05, 18H34: Governo dos Açores já apoiou mais de 8.000 trabalhadores no âmbito do ‘lay-off’

Angra do Heroísmo, 6 de Maio de 2020

Governo dos Açores já apoiou mais de oito mil trabalhadores no âmbito do ‘lay-off ’ (anexo disponível no site)

A Secretária Regional da Solidariedade Social anunciou hoje, na Assembleia Legislativa, que o Instituto da Segurança Social dos Açores (ISSA) já processou o pagamento de 1.287 requerimentos de empresas e entidades empregadoras no âmbito do ‘lay-off’, que abrangem um total de 8.697 trabalhadores.

“Isto representa um valor superior a 3,4 milhões de euros de apoio à manutenção de postos de trabalho no âmbito do ‘lay-off’ simplificado”, frisou Andreia Cardoso, que falava por videoconferência sobre os projetos de resolução apresentados por diferentes grupos parlamentares sobre a criação de apoios regionais aos trabalhadores em ‘lay-off’ simplificado.

“Houve um esforço acrescido por parte do ISSA para responder atempadamente a todos os processos, que representam para as empresas um reforço de liquidez que deverá ser canalizado para o rendimento dos trabalhadores”, salientou, acrescentando que este apoio representa “um reforço da tesouraria das empresas e a manutenção dos postos de trabalho”.

“O Governo aprovou uma medida extraordinária de qualificação que assegura o pagamento de 50 por cento da remuneração diretamente ao trabalhador por via da elaboração de um plano de formação”, salientou a Secretária Regional.

Andreia Cardoso relembrou ainda o conjunto de medidas imediatas de apoio ao rendimento disponível das famílias implementadas pela Secretaria Regional da Solidariedade Social que visam minimizar as consequências na vida das pessoas da situação atual.

“Destaque para a atribuição de um Complemento Regional de Apoio ao Rendimento Disponível das Famílias, que, até à data, já abrangeu mais 1.100 pessoas, assim como o reforço de 30%, nos meses de abril, maio e junho de 2020, do apoio à renda atribuído pela Direção Regional da Habitação às famílias açorianas beneficiárias do programa Famílias com Futuro, na vertente do Incentivo ao Arrendamento”.

A responsável pela pasta da Solidariedade Social relembrou ainda a suspensão do pagamento das rendas referentes aos meses de abril, maio e junho de 2020 devidas pelos inquilinos da Região com contratos de arrendamento e de subarrendamento com opção de compra e a isenção do pagamento do valor da renda, nos meses de abril, maio e junho de 2020, devido pelos inquilinos da Região, beneficiários do programa Famílias com Futuro, na vertente da Grave Carência Habitacional, em regime de Arrendamento Apoiado.

A estes apoios, acrescentou, “juntam-se a suspensão do pagamento de mensalidades nas valências por três meses ou pelo período em que estejam encerradas as respostas sociais”, nomeadamente nas valências de creche, jardim de infância, amas, centros de atividades de tempos livres, centros de dia e de noite e centros de atividades ocupacionais asseguradas pela Instituições Particulares de Solidariedade Social e Misericórdias ao abrigo de contratos de cooperação celebrados com o ISSA.

GaCS/AIC

1 comentário a "06/05, 18H34: Governo dos Açores já apoiou mais de 8.000 trabalhadores no âmbito do ‘lay-off’"

  1. Rui Amorim | 7 de Maio, 2020 às 17:09 |

    A Assembleia legislativa, a RTP Açores e este espaço de informação COVID-19 são pulpitos de campanha politica do Governo Regional.

    A Medida importante apresentada é sem duvida importante e vital para os 8.697 cidadãos e suas famílias que vivem dos 390.93 euros atribuídos, em média (média do valor apresentado a dividir pelo numero de trabalhadores apresentado).

    Porque resume-se a isso Sra Secretária, 390 euros !

    Por outro lado, vamos a factos!

    SATA Air Açores, Decide o Governo Regional e manda publicar no Jornal Oficial (fonte: https://jo.azores.gov.pt/#/ato/8f8a8b0a-7078-4dd9-8d75-eb5fa88b3786)

    Resolução do Conselho do Governo n.º 66/2020 de 23 de março de 2020!! já em plena pandemia…

    CITO:
    “A presente resolução insere-se no processo de reestruturação do Setor Público Empresarial Regional e visa prover a SATA Air Açores, S.A. das condições financeiras necessárias ao cumprimento do seu objeto social.

    Neste seguimento, a Região Autónoma dos Açores aprova, pela presente resolução, um aumento do capital social da SATA Air Açores, S.A., em € 80.000.000,00, dos quais € 21.034.810,00 serão realizados em 2020, sendo diferida, nos termos da legislação comercial, a realização do remanescente valor nos próximos 3 anos

    Por também ser deliberado antecipar a realização do aumento de capital que se encontrava em curso, o total de transferências a efetuar para SATA Air Açores, S.A., em 2020, no âmbito de aumentos de capital, cifra-se em € 47.520.662,60.” FIM DE CITAÇÃO

    Assim sendo, enquanto emanam orgulhosamente o facto de atribuírem 390 euros a um conjunto de trabalhadores, financiam uma empresa falida, ou antes, que levaram à falência melhor dizendo.

    Assim sendo, e usando o mesmo método de divisão de custos:

    Frota da SATA : 12 aviões (fonte https://www.sata.pt/pt-pt/sata/frota)
    O que representa um pagamento de 3.960.055,22 milhões de euros por aeronave.

    Funcionários : cerca de 2.000
    o que representa um pagamento de 23.760,33 mil euros (média do valor apresentado de € 47.520.662,60 a dividir pelo numero estimado de trabalhadores).

    SÓ EM 2020…

Os comentários estão fechados.

Translate »